Balanço 2012

Senhores acionistas,

Em cumprimento às disposições legais e estatutárias, a Administração da Generali Brasil Seguros submete à apreciação de V. Sas. as demonstrações financeiras relativas ao exercício findo em 31 de dezembro de 2012. Estas demonstrações foram realizadas comparativamente a 31 de dezembro de 2011, relativamente ao Balanço Patrimonial, a Demonstração de Resultados, Demonstração de Mutações do Patrimônio Líquido e a Demonstração do Fluxo de Caixa, acompanhadas das Notas Explicativas e do Parecer dos Auditores Independentes.

I. Perfil
A Generali Brasil Seguros é uma empresa seguradora dos ramos de Vida e Danos, controlada 100% pelo Grupo Generali. A Companhia está presente em sete estados brasileiros: além da sede, no Rio de Janeiro, há escritórios regionais em São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba e mais oito filiais.

O Grupo Generali controla uma das maiores seguradoras da Europa, com um total de € 69,6 bilhões em prêmios em 2012. É também um dos maiores gestores de ativos do Mundo e tem uma atuação diferenciada no setor imobiliário. Com cerca de 83.000 colaboradores em todo o mundo e aproximadamente 65 milhões de clientes nos mais de 60 países onde atua, o Grupo Generali é líder de mercado na Europa Ocidental e vem aumentando sua participação nos mercados do Centro e Leste Europeu e da Ásia.
II. Conjuntura Econômica
Em 2012, a Zona do Euro apresentou uma queda de 0,5% do PIB em comparação com o ano anterior, quando cresceu 1,5%. Economistas preveem que 2013 será o começo da construção de um período de recuperação, porém com crescimento ainda próximo de zero, enquanto que para 2014 espera-se uma evolução do PIB pouco acima de 1%. A região agora se volta para novos projetos, como a união bancária entre países. No último trimestre de 2012, a atividade comercial na Alemanha e na França apresentou forte queda e a economia da Itália, cuja eleição presidencial ocorre em fevereiro de 2013, segue em recessão há seis semestres seguidos.

O Brasil, por seu turno, marcou pouco mais de 1% de variação do PIB em 2012, com a indústria sendo bastante afetada. O esforço para levantar o PIB industrial não deu o resultado esperado e o setor fechou o ano com retração de 0,8%, segundo projeções do IBGE. A produção industrial caiu 2,7% e recuou em nove dos catorze locais pesquisados pelo IBGE. O segmento de automóveis teve grande impacto na queda da indústria, com uma retração de 13,5% na produção. O setor de serviços, ainda que com ligeira desaceleração nos últimos meses do ano frente a igual período de 2011, contribuiu para um quadro menos dramático.

A taxa de inadimplência de pessoas físicas permanece alta, em torno de 8%. A proporção do crédito ante o PIB dobrou em menos de uma década, subindo de 23% para 53,5%, por conta especialmente dos créditos imobiliário e livre. Em função do aumento dos atrasos, os bancos mudaram as condições de crédito para automóveis nos últimos anos: exigência de entrada de 20% a 30% e prazo de financiamento menores de 48 meses (antes podiam ser obtidos financiamentos com 10% de sinal e com prazos de até 60 meses).

A inflação brasileira, em 2012, atingiu 5,8%, pouco acima da meta. Para 2013, a meta oficial do Banco Central é de 4,5%, mas o ritmo dos primeiros meses sinaliza que será de difícil chegada. A previsão do PIB para 2013 está em cerca de 3%.

A rápida expansão da classe média, que representa 53% da população brasileira e registra avanço de renda de 3,5% ao ano na última década, potencializa tanto o consumo quanto as oportunidades no mercado de seguros. Os eventos esportivos, que já começam com a Copa das Confederações em 2013, devem movimentar o setor, principalmente na área de seguros patrimoniais e resseguros.
III. Estratégia Generali
O processo de reestruturação da estrutura organizacional da Generali Brasil Seguros teve continuidade no segundo semestre de 2012, bem como nossos esforços para estabilizar a plataforma tecnológica e os processos; a evolução nestes pontos nos permitiu iniciar acelerar o crescimento da empresa.

a. Estabilização da plataforma

Com o objetivo de melhorar nossa eficiência no desenvolvimento e manutenção dos sistemas, terceirizamos estes serviços com uma das maiores empresas mundiais de tecnologia. Esta mudança permite que nossos recursos sejam direcionados para a inteligência dos processos. Os esforços envidados até agora tiveram resultados positivos.

b. Crescimento

A retomada do crescimento tem sido efetuada com sucesso, os objetivos propostos foram superados. Destacam-se entre os fatores que permitiram este crescimento os acordos com algumas das maiores montadoras do país e a solução desenvolvida pela Generali para as Associações Mutualistas.

Iniciamos o ano de 2013 com novos contratos de resseguro na linha de produtos corporativos, isto nos permitirá comercializar novos produtos, atingir outros mercados e aumentará nossa retenção de prêmios. Em 2013 passaremos a atuar na região Nordeste do país onde o crescimento da renda nos últimos anos tem sido bastante relevante. Novos produtos serão lançados, visando a conquista de novos mercados e a atualização do nosso portfolio.
IV. Desempenho Econômico
Em 2013 aumentamos nosso volume de prêmios emitidos em 42,4%, comparado com o mesmo período do ano anterior, totalizando R$ 433 milhões. Este crescimento está baseado nos produtos das linhas pessoais, alinhado com nossa estratégia. A sinistralidade foi reduzida em 10 p.p. em relação ao período anterior. Em Automóveis a melhoria foi de 12 p.p. e nos demais ramos não-vida a redução foi de 25 p.p.. Houve redução também no comissionamento, decorrente da melhor distribuição do mix de produtos. A taxa das despesas administrativas foi reduzida em 3,3 p.p., fruto de um trabalho extenso de revisão dos processos e contratos.

Apesar de todos os esforços e das melhorias conquistadas, nosso resultado final foi negativo, mas o cenário para o próximo exercício é bastante favorável, desde a melhoria na base operacional, passando pela evolução nas metodologias de subscrição e melhora na distribuição.

Agradecimentos

Agradecemos a todos os segurados que nos confiaram suas conquistas, aos corretores que nos indicaram como solução a seus clientes e aos profissionais que veem se dedicando a reestruturação da Generali. Nosso agradecimento também aos acionistas pelo apoio e confiança em nossa administração. Agradecemos ainda as entidades e autoridades ligadas às nossas atividades

Downloads